Roberto Gerin

Artigo Kamikases somos nós!, por Roberto Gerin

KAMIKAZES SOMOS NÓS!

A apatia do brasileiro (me incluo) diante da rasgação de dinheiro público na compra ilegal de votos, aproveitando a fome do povo — e sobre a qual o governo tem total responsabilidade —, faz de nós verdadeiros kamikazes. Estamos exercitando nosso autoflagelo econômico enquanto semeamos com nosso silêncio um rombo histórico nas contas públicas, que teremos que pagar nos próximos anos em forma de inflação, juros altos, desvalorização da moeda e desemprego. Eis o nosso suicídio anunciado!

Há perversidade em tudo isso. O cadáver sobre o qual dançamos é a fome de milhões de brasileiros. Sem dúvida, estrategicamente, o povo é a principal moeda eleitoral, mas não a única. Há outros setores, com forte viés político, que serão beneficiados pela fabulosa merenda, inclusive eles, os taxistas, que serão pagos para falar bem do governo a seus passageiros.

Implodiram de vez a lei da responsabilidade fiscal.

E a sociedade assiste, embasbacada (ou não?), à dança macabra do endividamento público.

E a sociedade assiste, paralisada, à maior compra de votos na boca da urna de que se tem notícia.

E a sociedade assiste, abobalhada, à oposição votando a PEC Kamikaze, presa à maldosa armadilha de não poder votar contra o povo.

E a sociedade assiste, incrédula, armarem um estado de emergência para justificar a ilegalidade dos benefícios sociais implementados em tempos de eleição.

E a sociedade vai continuar a assistir à lambança da PEC bilionária (implodindo de vez a lei da responsabilidade fiscal), sem se dar conta de que alguém (toda a sociedade) terá que pagar a conta.

Que sociedade é essa que se subjuga?

Sim, somos os Kamikases!

Parte dela concorda, afinal, trata-se de eleger o mito, por quem se dobram feito carneirinhos obedientes às farsas montadas nos gabinetes. Não é uma obra solitária, saída da caneta de um ditador! É uma obra funestamente engendrada às pressas, com a anuência da sociedade. Sim, porque os que não concordam e se calam também são coniventes com a barbárie que estão cometendo contra a nossa Constituição.

Estamos permitindo que brinquem com o nosso futuro. Caminhamos, cabisbaixos, rumo à tragédia. Sim, somos os kamikazes! Afinal, caminhamos para o abatedouro de livre e espontânea vontade! Pelo menos, por enquanto, ainda não há ninguém nos empurrando.

 

Conheça O Voo da Pipa, uma obra de Roberto Gerin.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.