Roberto Gerin

Previous
Next
Previous
Next

Roberto Gerin

Eu sempre escrevo pela manhã, pelo menos por três horas seguidas. Dentro do meu trabalho de escritor, divido-me entre a dramaturgia, o romance e o conto. Além de resenhas e artigos. Tenho como companheiro de viagem meu velho computador, fonte de prazer e de algumas dores de cabeça. Mas ele é totalmente leal a mim, portanto, de nada devo reclamar.

O Voo da Pipa


O Voo da Pipa é o retrato de uma época em que as angústias e incertezas geradas pela pandemia do coronavírus atravessaram o caminho de todos os seres viventes. E no caminho muitos encontraram suas dores pela perda de entes queridos. Esta tragédia universal é apenas o pano de fundo para dar voz ao protagonista-narrador, que acaba de perder a esposa, em fevereiro de 2020. No mês seguinte, é declarada a pandemia.

palavra-chave
Site - Vídeo

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Pellentesque vitae volutpat dui

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Pellentesque vitae volutpat dui. In hac habitasse platea dictumst. Donec dapibus velit ut enim lobortis, ut malesuada libero aliquet.

ARTIGOS

Artigo Pátria armada, Brasil!, por Roberto Gerin

Pátria Armada, Brasil!

PÁTRIA ARMADA, BRASIL! Houve um tempo em que o governo brasileiro instituiu a Campanha do Desarmamento, amparado no Estatuto do Desarmamento, elaborado em 2003. Quem possuísse irregularmente uma arma tinha duas opções. Ou registrar seu porte, ou entregar a arma, de boa-fé, mediante indenização,...

Leia mais
Artigo Kamikases somos nós!, por Roberto Gerin

Kamikases somos nós!

KAMIKAZES SOMOS NÓS! A apatia do brasileiro (me incluo) diante da rasgação de dinheiro público na compra ilegal de votos, aproveitando a fome do povo — e sobre a qual o governo tem total responsabilidade —, faz de nós verdadeiros kamikazes. Estamos exercitando nosso...

Leia mais
Artigo Até tu, Biblioteca Nacional, por Roberto Gerin

Até tu, Biblioteca Nacional!

ATÉ TU, BIBLIOTECA NACIONAL! Diante de tantas lambanças ideológicas a que o país tem se submetido nos últimos tempos, agora mais esse comportamento disfuncional da Biblioteca Nacional, na sua decisão constrangedora de condecorar anticelebridades do livro. A atitude da Biblioteca apenas vem confirmar os...

Leia mais

RESENHAS

Resenha Um Jogador, por Roberto Gerin.

Um jogador

FICÇÃO COM RETOQUES DE AUTOBIOGRAFIA  O romance de Fiódor Dostoiévski, UM JOGADOR, 215 pg., Editora 34, lança uma luz fosforescente sobre a vida do escritor russo, no que tange a seu conhecido vício em jogos. Falido, precisando de dinheiro e pressionado pelo editor —...

Leia mais
Resenha de Suíte Tóquio, por Roberto Gerin

Suíte Tóquio

OS MODERNOS DILEMAS DA MATERNIDADE O romance SUÍTE TÓQUIO, de Giovana Madalosso, 203 p., ed. Todavia, traz a temática da maternidade no que ela tem de mais moderno. Como é possível à mulher que é mãe ocupar outros espaços sociais? O de esposa, amante,...

Leia mais
Resenha Copo Vazio, por Roberto Gerin

Copo Vazio

AMAR NÃO É PRIVILÉGIO DE GÊNERO  Ao ler o belo romance de Natalia Timerman, COPO VAZIO, 149 p., ed. Todavia, inevitavelmente, sem que nos demos conta, vamos entrando, como um visitante convidado, na pele e na alma da personagem Mirela. Caminharemos com ela durante...

Leia mais

CONTOS

A GATA ABUSIVA

Tenho quinze anos, indo pros dezesseis, e tenho uma gata que se chama Jade. Linda, dengosa, companheira, a gata que eu sempre quis ter. Faz seis meses que ela mora comigo. Foi uma festa nos primeiros dias. E continuou sendo nos seguintes. Era meu...

Leia mais

A GATA TRISTE

Quando apresentei minha gata Jade, no meu relato anterior, a que dei o título de A Gata Abusiva, de tanto que ela passou a tomar conta da minha vida, a ponto de querer eliminar tudo que pudesse me afastar dela, e só pra dar...

Leia mais

A GATA FUJONA

Percebo alguns movimentos inquietos da minha gata Jade. E não é por causa do Yoda, com quem ela já estabeleceu uma amizade cotidiana, na linha irmã mais velha. Aceita-o com carinho e se irrita quando ele não quer brincar. Vai até o corredor e...

Leia mais
“Não há coisa mais concreta que o amor.Roberto Gerin

DRAMATURGIAS

O FILHO DE NINGUÉM

Depois de mais uma longa ausência, Batista retorna à casa dos pais, Dona Olga e Ernesto. Todos sabem a razão...

Leia mais